Antonio Hugo

Ser romântico, é ter a certeza, de que vale a pena amar; amar a todos, e a tudo o que for bom.

Textos







“DEPOIS DO INFARTO”.
            (Poema).
 
 
Aqui nem céu nem inferno
O que se passa lá fora,
É o frio de um triste inverno
Sem primaveras de outrora!
 
Onde estão as borboletas
Que hoje não vi passar,
Com asas de ampulhetas
Fazendo o tempo parar.
 
Primaveras fictícias...
De imaginarias quimeras!
Sobraram só as delicias

Das caricias, que me deras!





Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 10/06/2013


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras